Saiba mais sobre os tipos de garantia de aluguel para imóveis

Saiba mais sobre os tipos de garantia de aluguel para imóveis

Alugar um imóvel é ter o direito de receber um crédito ao longo do tempo e, portanto, é necessário que o inquilino ofereça ao locador alguma garantia do recebimento deste crédito, que, geralmente, é o fiador. 

Mas existem outras garantias além do famoso fiador? Sim! Todas possuem a mesma função: assegurar a proteção financeira do proprietário até o fim do contrato, porém, variam de acordo com o perfil do inquilino.

Independentemente do tipo, elas são extremamente importantes para o sucesso da negociação. Em vista disso, quais são os tipos de garantia de aluguel e quais as vantagens de cada uma delas? Para saber as respostas, continue sua leitura!

Fiador

Esse é o tipo de garantia de aluguel mais comum nas transações de locação de imóveis. O fiador funciona como uma terceira parte no contrato de aluguel — ele não é o proprietário ou o inquilino, mas é o responsável pelo cumprimento das obrigações em caso de falta por parte do morador.

Essa é a única modalidade de garantia gratuita, pois não exige o pagamento de nenhuma taxa extra, somente uma pessoa que esteja disposta a assumir os deveres financeiros do devedor, em caso do não cumprimento delas.

Vale ressaltar: a fiança não se estende somente ao valor do aluguel, mas inclui ainda as despesas extras, como taxas e cobranças adicionais.

Porém, esse tipo de garantia de aluguel não exige somente que o locatário encontre uma pessoa para assumir o aluguel atrasado. Existem outros pré-requisitos: o fiador deve possuir um imóvel em seu nome, com valor semelhante ou superior ao locado, além de uma comprovação de renda, assegurando que ele poderá arcar com os custos em caso de inadimplência.

Seguro fiança

Fazendo uma analogia com a modalidade anterior: o seguro fiança é o fiador representado por uma empresa. A seguradora cobra uma taxa, que corresponde, em geral, a 2 vezes o valor do aluguel — esse valor corresponde a cobertura de um ano de contrato, sendo que ele pode ser quitado à vista ou dividido em parcelas ao longo do ano.

É uma das opções mais seguras para o proprietário do imóvel, pois a empresa paga o aluguel imediatamente após a inadimplência, sem a necessidade de realizar trâmites legais, como no caso do fiador. Porém, o seguro fiança representa uma das maiores taxas de garantia de aluguel, não sendo o preferido do locatário.

Título de Capitalização

É uma modalidade que existe desde 2005 para os locatários que não desejam optar pelo fiador ou seguro fiança. Esse título, geralmente, é de 12 vezes o valor do aluguel e pode ser resgatado ao fim do contrato, com correção, caso não tenha nenhum débito sob a responsabilidade do inquilino. Porém, caso as obrigações não sejam cumpridas, essas quotas serão entregues ao locador como uma forma para pagamento do aluguel.

Garantia real

Também conhecida como garantia de aluguel, essa é uma modalidade que oferece as melhores proteções ao locador com relação às fraudes.

Nela, o inquilino oferece um imóvel como a garantia de aluguel. Assim, o contrato de locação é averbado na matrícula desse bem, que passa a ser a garantia em caso de aluguel não pago.

Gostou de saber mais sobre os tipos de garantia de aluguel? Conhece mais alguma modalidade que não citamos aqui? Então compartilhe com a gente nos comentários!

Sem comentários

Cancelar